segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Natal de Oportunidades Solidário será lançado pela Acic e pelo Cebrac



O Natal, considerada a data mais importante do calendário de eventos do comércio está chegando. Assim como a representatividade da data, o comércio renova suas esperanças de conseguir recuperar todo o prejuízo acumulado ao longo desse ano de 2015. Para isso a Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic e o Cebrac – Centro Brasileiro de Cursos uniram suas forças em uma parceria para proporcionar ao comércio, comerciante e consumidores um Natal inesquecível.
Aliando parcerias com empresas e entidades de peso, o “Natal de Oportunidades Solidário” tem como objetivo unificar as empresas com o mesmo objetivo, fazer ações que atendam as instituições. Empreender ações coletivas para atenuar os reflexos da crise. Capacitar a população com cursos e treinamentos gratuitos oferecendo certificados e oportunizando vagas de trabalho para a população. As empresas participantes, em sistema de cooperativismo empresarial irão oferecer um feirão de vagas de trabalho neste Natal.
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, Amaro Ribeiro Gomes, destaca dois pontos positivos nesse projeto.
- Destaco dois pontos positivos nesse projeto, o primeiro é a possibilidade de arrecadar brinquedos que serão doados e distribuídos em instituições carentes para crianças, e o outro é a possibilidade de oportunizar vagas de trabalho em empresas parceiras, neste Natal, destacou Gomes.
A Acic e o Cebrac pretendem ainda realizar eventos corporativos solidários como: feijoada, quarta cultural, desfiles, exposições em parceria com empresas da área de gastronomia e eventos.
O lançamento do Natal Solidário ocorrerá no próximo dia 2 de dezembro, às 10 horas, no SEDEC – Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Às 14 horas será oferecida uma feijoada na Associação Amigos do Rim, localizada na Rua 21 de Abril, em frente á Livraria Vida e Luz, ao preço de R$ 25,00. No mesmo dia, às 16 horas será realizada uma exposição de fantasias carnavalescas no Museu de Campos. Às 17 horas, haverá samba de raiz junto a Feira Mãos de Campos. Nesse horário o CEBRAC estará prestando um serviço institucional com arrecadação de brinquedos, na Praça do Santíssimo Salvador.
Essas são apenas algumas ações que ocorrerão no Natal Solidário de Oportunidades cuja programação se estenderá até o dia 20 de dezembro, quando o CEBRAC estará prestando um “Dia D” de serviço social no Jardim São Benedito.
Maiores informações sobre o Natal Solidário de Oportunidades Acic e Cebrac estarão disponíveis na rede social e na plataforma virtual do projeto e mídias espontâneas.

Enfim, o Natal Solidário de Oportunidades realizado pela Acic e pelo Cebrac, pretende atenuar os reflexos da crise econômica, oferecendo ações coletivas que vão atender à população, unir empresas e instituições. As ações serão solidárias, empreendedoras, e envolverão gastronomia, eventos corporativos, responsabilidade social, captação de vagas, treinamentos para a população, música, cultura e muito mais. 

ACIC recebe direção do Sicredi

Da esquerda para a direita, presidente da Acic, Amaro Ribeiro Gomes; Diretor Executivo e Gerente Regional de Desenvolvimento do Sicredi, Helton Cesar Kolecha e o presidente do Sicredi, Santo Capellari.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, Amaro Ribeiro Gomes recebeu na manhã de hoje diretores da Cooperativa Sicredi Centro Sul. A visita teve como objetivo levantar informações sobre a região norte-fluminense notadamente Campos dos Goytacazes e Macaé, para que a Sicredi possa implantar suas agências em nossa região. 
Para o presidente da Acic, a visita foi importante uma vez que amplia as opções para que os pequenos e micro empresários de diversos ramos comerciais e agropecuários possam usufruir dos serviços oferecidos pelo Sicredi.
- Essa visita é importante, porque possibilita ao pequeno empresário seja ele do ramo comercial, industrial, de serviços e do setor agropecuário mais uma oportunidade de viabilizar seus negócios com projetos e financiamento a juros baixos para o seu empreendimento, disse Gomes.
A comitiva da Cooperativa Sicredi Centro Sul é composta pelo presidente, Santo Capellari; o vice-presidente, João Oliveira de Souza e o Diretor Executivo e Gerente Regional de Desenvolvimento, Helton Cesar Kolecha.
O presidente do Sicredi informou que ficou impressionado com o tamanho de Campos, e acredita que brevemente o Sicredi estará disponibilizando uma agência de negócios e serviços na cidade. Amanhã, terça-feira, a comitiva estará em Macaé.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Esclarecendo os fatos



            A Associação Comercial e Industrial de Campos – ACIC, fundada há 124 anos e considerada a 5ª instituição mais antiga do Brasil e a 8ª no mundo, com sede em Campos dos Goytacazes-RJ, tem pautado sua história de lutas em prol do desenvolvimento dos municípios do norte-fluminense. Não obstante, a ACIC é pioneira e madrinha de praticamente todas as Associações Comerciais instaladas na região norte e noroeste fluminense.
            Como instituição que preza pelo desenvolvimento de nossa cidade, a ACIC defende os valores patrimoniais, culturais e morais de Campos dos Goytacazes e dos seus vultos históricos como Nilo Procópio Peçanha.
            A coluna “Painel Político”, publicada no Jornal Folha da Manhã, e de autoria do jornalista Saulo Pessanha, veiculada nesta sexta-feira, 27 de novembro de 2015, está eivada de um erro cronológico e histórico.
            De acordo com a coluna, o jornalista alega que “a Acic ao que parece, chegou atrasada. A homenagem à memória de Nilo Peçanha é um feito de Paulo Feijó, porque quando a Acic se mobilizou para enviar ofícios ao Congresso o deputado já aprovara projeto com tal fim”.
            Em 8 de julho deste ano, o presidente da Acic, Amaro Ribeiro Gomes, recebeu o Governador Distrital do Rotary Clube – Distrito 4750, Américo Xavier Maia Neto que esteve na Acic para solicitar apoio na campanha sugerida pelo Rotary Club Campos São Salvador, para que a Rodovia BR 101 viesse a ter o nome de Nilo Peçanha.
            No dia 28 de julho do mesmo ano, em noite festiva do Rotary Clube Campos São Salvador, o presidente do clube, Zenilson Coutinho juntamente com todos os rotaryanos deste clube entregaram o pedido ao Deputado Federal Paulo Feijó.
            Diante da apreensão de rotaryanos e campistas em não ver o projeto votado e aprovado na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, a Acic passou a trabalhar em silêncio e resolveu enviar ofício à presidente da Comissão de Viação e Transportes, Deputada Federal Clarissa Garotinho no dia 18 de novembro último, assim como para todos os deputados federais da bancada fluminense, exceto o próprio deputado federal Paulo Feijó.
             No dia seguinte, 19 de novembro o mesmo teor do ofício foi endereçado aos presidentes da Firjan, OAB-RJ e Facerj, bem como aos Deputados Estaduais, conclamando para que todos aderissem a campanha empreendida pela Acic.
            Somente no dia 25 de novembro às 12h04 é que um release sobre a campanha empreendida pela Acic foi enviada a todos os meios de comunicação informando sobre a campanha.
            Certa de ter dirimido equívocos a Associação Comercial e Industrial de Campos espera que tanto o colunista como o Jornal Folha da Manhã, esclareçam os fatos à opinião pública.
Att.,    

ASCOM ACIC

Data: 27/11/2015


quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Projeto dá nome de Nilo Peçanha a BR 101 no Estado

Trecho da BR-101 no Rio de Janeiro deverá se chamar
Presidente Nilo Peçanha, em homenagem ao campista que foi presidente
(Foto: Arquivo)
Trecho da BR-101 no Rio de Janeiro deverá se chamar Presidente Nilo Peçanha, em homenagem ao campista que foi presidente (Foto: Arquivo)
A Comissão de Viação e Transportes aprovou nesta quarta-feira o projeto de lei (PL) 2.937/15 que denomina todo o trecho da BR-101, localizado no Estado Rio de Janeiro, de Presidente Nilo Peçanha. O PL 2.937/15 foi apresentado pelo deputado Paulo Feijó (PR). Peçanha foi presidente da República nos anos de 1909 e 1910.
Nascido em Campos dos Goytacazes em 2 de outubro de 1867, Nilo Procópio Peçanha estudou direito nas Faculdades de São Paulo e Pernambuco, participou de movimentos abolicionistas e republicanos e, em 1890, foi eleito deputado constituinte. Em 1.903, Peçanha foi eleito presidente do Estado do Rio de Janeiro.
A deputada Clarissa Garotinho destacou que
Campos "produziu grandes quadros políticos" (Facebook)
Já em 1906 foi eleito vice-presidente da República. “Campos produziu quadros políticos progressistas para o Rio de Janeiro e para o Brasil. Elegeu outros dois governadores, Garotinho e Rosinha. A homenagem a Nilo Peçanha é mais do que justa, tendo em vista tudo o que realizou em seu curto período a frente da Presidência da República e em toda sua vida política”, afirmou Clarissa Garotinho (PR), autora do relatório favorável a proposição.
Nilo Peçanha assumiu a Presidência depois da morte do presidente Afonso Penna. No período, enfrentou disputas políticas entre São Paulo e Minas Gerais, restaurou o Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio e criou o Serviço de Proteção ao Índio, dirigido por Cândido Rondon.
Em 1.924, Peçanha morreu aos 56 anos de idade, depois de ter sido derrotado nas eleições presidenciais de 1.921. O projeto de lei (PL) 2.937/15 segue para as Comissões e Cultura e de Constituição e Justiça.
Fonte: Jornal O Diário

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Entidades ‘encabeçam’ movimento pelo 56º BI


O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos (Acic), Amaro Ribeiro Gomes, pretende encabeçar um movimento pela permanência do 56º Batalhão de Infantaria (BI) —, Batalhão Capitão Manoel Theodoro —, no município. Segundo ele, o fechamento da instituição já teria sido dado como certo. “Pretendo convocar todas as entidades de classe e a imprensa para engajar nessa luta”, disse ele, lembrando que, anteriormente, quando também se cogitou o fechamento do quartel, os integrantes do movimento foram pessoalmente ao Ministério da Defesa, antigo Ministério da Guerra, pedir que a decisão fosse revista.
O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas  de Campos (CDL), Norival Manhães, afirmou que a Acic poderá contar com o apoio da CDL nessa luta. Ele disse que, durante reunião extraordinária da CDL, ocorrida na última segunda-feira (23), uma das pautas discutidas foi o possível fechamento do quartel. “Fiz inclusive um chamamento a respeito do abaixo-assinado que está circulando no Calçadão. É importante que todos assinem”, disse Norival.
Corte – O motivo para o fechamento do 56º BI seria a contenção de despesas feita pelo Governo Federal para reverter os efeitos da crise, e poderá ocorrer após as Olimpíadas de 2016, que será realizada no Rio de Janeiro, o que obrigaria os jovens de Campos a se alistarem na capital ou em Vitória, no Espírito Santo. De acordo com a assessoria do 56º BI, o Exército “despeja” em Campos, mais de R$ 75 milhões mensais, entre salários de ativos e pensionistas, e outros valores gastos com a saúde de seus dependentes. O comandante do 56º BI, tenente coronel Cleiton Souza Cruz, está preparando a defesa de permanência da unidade em Campos, a ser entregue para a 9ª Brigada de Infantaria Motorizada, no Rio de Janeiro, na próxima sexta-feira (27), para análise.

Fonte: Jornal O Diário – edição AscomACIC