terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Acic promove Audiência Pública sobre segurança



A Associação Comercial e Industrial de Campos está convocando autoridades civis para uma Audiência Pública a ser realizada no próximo dia 5 de janeiro de 2016, às 18h30 no Auditório Rubens Arêas Venâncio, localizado no 16º andar do Edifício Ninho das Águias, Centro.
O objetivo desta Audiência Pública é para tratar de dois assuntos que tem incomodado aos empresários campistas no que tange a segurança.
O primeiro é elaborar uma carta de intenções a ser entregue as autoridades legislativas e executivas federais para que o 56º BI não seja transferido de Campos dos Goytacazes para outra cidade brasileira ou para a Amazônia, como é intenção do governo federal.
O segundo é solicitar das autoridades estaduais a implantação de um novo quartel da Polícia Militar no bairro de Guarus, com vistas a diminuir os índices de violência que ocorrem na cidade e diminuir ainda o tempo do deslocamento de uma viatura policial até o local da ocorrência.
Como presidente do Conselho de Segurança Municipal, e da Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, Amaro Ribeiro Gomes tem estado preocupado com os constantes assaltos e arrombamentos ocorridos na área central de Campos, e nos índices de violência praticados em Guarus.


Ascom ACIC
Data: 29/12/2015

Foto: Divulgação

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Noite Vitoriosa encerra campanha de Natal Solidário da Acic e do Cebrac


O Auditório da Associação Comercial e Industrial de Campos foi pequeno para tanta emoção na noite de quarta-feira, 23. A Noite foi Vitoriosa e encerrou a campanha Natal Solidário de Oportunidades realizado pela Acic em parceria com o CEBRAC.
O Auto de Natal encenado por crianças e adultos emocionou aqueles que prestigiaram a festa que contou ainda com desfile de moda e homenagens.

A festa contou com a presença da Miss Campos, Mariah Khenayfis, de Sawanna Araújo, de Cristiane Felix, da Ong Mulheres Vitoriosas e do Secretário de Desenvolvimento Econômico, Orlando Portugal.
Veja mais fotos em nossa galeria.

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Auto de Natal encerra Campanha de Oportunidades na Acic



Encerrando a Campanha Natal de Oportunidades Solidário idealizado pela Associação Comercial e Industrial de Campos em parceria com o CEBRAC, será realizado no próximo dia 23 de dezembro, às 19h30 no Auditório da Acic – Associação Comercial e Industrial de Campos um desfile beneficente fechando a campanha Natal de Oportunidades Solidário.
O desfile contará com a presença da Miss Mariah e de Sawana Araújo, de 6 anos, e da Associação Mulheres Vitoriosas.
Além do desfile haverá apresentação de balé clássico, Auto de Natal, homenagens e premiação.

A entrada para o desfile é um brinquedo que será doado para uma ou mais instituições de caridade, para alegrar o natal de diversas crianças carentes.

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Acic solicita instalação de Quartel da PM em Guarus



Os constantes casos de assaltos e arrombamentos ocorridos na área central de Campos dos Goytacazes ensejou que o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, Amaro Ribeiro Gomes, enviasse hoje ofícios ao Governador do Estado e aos deputados estaduais solicitação para instalação de um novo quartel da PM em Guarus.
Para o presidente da Acic a instalação de um Quartel da PM em Guarus, irá viabilizar o combate mais efetivo da segurança e dos crimes que vem ocorrendo há algum tempo.
- Entendemos que a instalação deste quartel em Guarus irá beneficiar aos comerciantes e à população de um modo geral, porque um quantitativo maior de policiais nas ruas inibirá os meliantes de cometerem os mais diversos tipos de crimes, explicou Gomes.
Ocupando ainda o cargo de presidente do Conselho Comunitário de Segurança, Amaro Gomes ressalta outros pontos na insegurança que assusta e tem levado comerciantes e empresários a ficarem receosos.
- O aumento do quantitativo populacional que trabalha no Porto do Açú tem causado uma demanda muito grande por parte do 8º BPM que além de fazer a ronda ainda tem de evitar assaltos e arrombamentos na região, disse Gomes.

A Secretaria de Segurança Pública e o Comando do 8º BPM, em Campos, informaram que os índices de criminalidade na região diminuíram por causa de ações efetivas dos policiais militares. Entretanto, com a proximidade do verão, a demanda de tarefas aumenta porque os policiais do 8º BPM ainda precisam fazer as rondas policiais nas praias da região e isso aumenta a demanda de áreas a serem monitoradas pela PM. 

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Campanha Natal de Oportunidades Solidário Acic e Cebrac foi lançado



Foi lançado na manhã de hoje, no SEDEC – Secretaria de Desenvolvimento Econômico da PMCG, a campanha Natal de Oportunidades Solidário Acic e Cebrac. Esta campanha é uma realização do CEBRAC e da ACIC e conta com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e da CODEMCA – Companhia de Desenvolvimento Municipal de Campos.
O Natal de Oportunidades Solidário tem como objetivo arrecadar brinquedos para serem distribuídos para crianças carentes e cadastrar e dar oportunidades para quem está desempregado ter uma oportunidade de emprego no comércio e na indústria de Campos.

A abertura da campanha contou com a presença do Secretário de Desenvolvimento Econômico do município, Orlando Portugal, da diretora do CEBRAC, Tania Cerutti e representantes das empresas e entidades parceiras da campanha. 

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Natal de Oportunidades Solidário será lançado pela Acic e pelo Cebrac



O Natal, considerada a data mais importante do calendário de eventos do comércio está chegando. Assim como a representatividade da data, o comércio renova suas esperanças de conseguir recuperar todo o prejuízo acumulado ao longo desse ano de 2015. Para isso a Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic e o Cebrac – Centro Brasileiro de Cursos uniram suas forças em uma parceria para proporcionar ao comércio, comerciante e consumidores um Natal inesquecível.
Aliando parcerias com empresas e entidades de peso, o “Natal de Oportunidades Solidário” tem como objetivo unificar as empresas com o mesmo objetivo, fazer ações que atendam as instituições. Empreender ações coletivas para atenuar os reflexos da crise. Capacitar a população com cursos e treinamentos gratuitos oferecendo certificados e oportunizando vagas de trabalho para a população. As empresas participantes, em sistema de cooperativismo empresarial irão oferecer um feirão de vagas de trabalho neste Natal.
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, Amaro Ribeiro Gomes, destaca dois pontos positivos nesse projeto.
- Destaco dois pontos positivos nesse projeto, o primeiro é a possibilidade de arrecadar brinquedos que serão doados e distribuídos em instituições carentes para crianças, e o outro é a possibilidade de oportunizar vagas de trabalho em empresas parceiras, neste Natal, destacou Gomes.
A Acic e o Cebrac pretendem ainda realizar eventos corporativos solidários como: feijoada, quarta cultural, desfiles, exposições em parceria com empresas da área de gastronomia e eventos.
O lançamento do Natal Solidário ocorrerá no próximo dia 2 de dezembro, às 10 horas, no SEDEC – Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Às 14 horas será oferecida uma feijoada na Associação Amigos do Rim, localizada na Rua 21 de Abril, em frente á Livraria Vida e Luz, ao preço de R$ 25,00. No mesmo dia, às 16 horas será realizada uma exposição de fantasias carnavalescas no Museu de Campos. Às 17 horas, haverá samba de raiz junto a Feira Mãos de Campos. Nesse horário o CEBRAC estará prestando um serviço institucional com arrecadação de brinquedos, na Praça do Santíssimo Salvador.
Essas são apenas algumas ações que ocorrerão no Natal Solidário de Oportunidades cuja programação se estenderá até o dia 20 de dezembro, quando o CEBRAC estará prestando um “Dia D” de serviço social no Jardim São Benedito.
Maiores informações sobre o Natal Solidário de Oportunidades Acic e Cebrac estarão disponíveis na rede social e na plataforma virtual do projeto e mídias espontâneas.

Enfim, o Natal Solidário de Oportunidades realizado pela Acic e pelo Cebrac, pretende atenuar os reflexos da crise econômica, oferecendo ações coletivas que vão atender à população, unir empresas e instituições. As ações serão solidárias, empreendedoras, e envolverão gastronomia, eventos corporativos, responsabilidade social, captação de vagas, treinamentos para a população, música, cultura e muito mais. 

ACIC recebe direção do Sicredi

Da esquerda para a direita, presidente da Acic, Amaro Ribeiro Gomes; Diretor Executivo e Gerente Regional de Desenvolvimento do Sicredi, Helton Cesar Kolecha e o presidente do Sicredi, Santo Capellari.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, Amaro Ribeiro Gomes recebeu na manhã de hoje diretores da Cooperativa Sicredi Centro Sul. A visita teve como objetivo levantar informações sobre a região norte-fluminense notadamente Campos dos Goytacazes e Macaé, para que a Sicredi possa implantar suas agências em nossa região. 
Para o presidente da Acic, a visita foi importante uma vez que amplia as opções para que os pequenos e micro empresários de diversos ramos comerciais e agropecuários possam usufruir dos serviços oferecidos pelo Sicredi.
- Essa visita é importante, porque possibilita ao pequeno empresário seja ele do ramo comercial, industrial, de serviços e do setor agropecuário mais uma oportunidade de viabilizar seus negócios com projetos e financiamento a juros baixos para o seu empreendimento, disse Gomes.
A comitiva da Cooperativa Sicredi Centro Sul é composta pelo presidente, Santo Capellari; o vice-presidente, João Oliveira de Souza e o Diretor Executivo e Gerente Regional de Desenvolvimento, Helton Cesar Kolecha.
O presidente do Sicredi informou que ficou impressionado com o tamanho de Campos, e acredita que brevemente o Sicredi estará disponibilizando uma agência de negócios e serviços na cidade. Amanhã, terça-feira, a comitiva estará em Macaé.

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Esclarecendo os fatos



            A Associação Comercial e Industrial de Campos – ACIC, fundada há 124 anos e considerada a 5ª instituição mais antiga do Brasil e a 8ª no mundo, com sede em Campos dos Goytacazes-RJ, tem pautado sua história de lutas em prol do desenvolvimento dos municípios do norte-fluminense. Não obstante, a ACIC é pioneira e madrinha de praticamente todas as Associações Comerciais instaladas na região norte e noroeste fluminense.
            Como instituição que preza pelo desenvolvimento de nossa cidade, a ACIC defende os valores patrimoniais, culturais e morais de Campos dos Goytacazes e dos seus vultos históricos como Nilo Procópio Peçanha.
            A coluna “Painel Político”, publicada no Jornal Folha da Manhã, e de autoria do jornalista Saulo Pessanha, veiculada nesta sexta-feira, 27 de novembro de 2015, está eivada de um erro cronológico e histórico.
            De acordo com a coluna, o jornalista alega que “a Acic ao que parece, chegou atrasada. A homenagem à memória de Nilo Peçanha é um feito de Paulo Feijó, porque quando a Acic se mobilizou para enviar ofícios ao Congresso o deputado já aprovara projeto com tal fim”.
            Em 8 de julho deste ano, o presidente da Acic, Amaro Ribeiro Gomes, recebeu o Governador Distrital do Rotary Clube – Distrito 4750, Américo Xavier Maia Neto que esteve na Acic para solicitar apoio na campanha sugerida pelo Rotary Club Campos São Salvador, para que a Rodovia BR 101 viesse a ter o nome de Nilo Peçanha.
            No dia 28 de julho do mesmo ano, em noite festiva do Rotary Clube Campos São Salvador, o presidente do clube, Zenilson Coutinho juntamente com todos os rotaryanos deste clube entregaram o pedido ao Deputado Federal Paulo Feijó.
            Diante da apreensão de rotaryanos e campistas em não ver o projeto votado e aprovado na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, a Acic passou a trabalhar em silêncio e resolveu enviar ofício à presidente da Comissão de Viação e Transportes, Deputada Federal Clarissa Garotinho no dia 18 de novembro último, assim como para todos os deputados federais da bancada fluminense, exceto o próprio deputado federal Paulo Feijó.
             No dia seguinte, 19 de novembro o mesmo teor do ofício foi endereçado aos presidentes da Firjan, OAB-RJ e Facerj, bem como aos Deputados Estaduais, conclamando para que todos aderissem a campanha empreendida pela Acic.
            Somente no dia 25 de novembro às 12h04 é que um release sobre a campanha empreendida pela Acic foi enviada a todos os meios de comunicação informando sobre a campanha.
            Certa de ter dirimido equívocos a Associação Comercial e Industrial de Campos espera que tanto o colunista como o Jornal Folha da Manhã, esclareçam os fatos à opinião pública.
Att.,    

ASCOM ACIC

Data: 27/11/2015


quinta-feira, 26 de novembro de 2015

Projeto dá nome de Nilo Peçanha a BR 101 no Estado

Trecho da BR-101 no Rio de Janeiro deverá se chamar
Presidente Nilo Peçanha, em homenagem ao campista que foi presidente
(Foto: Arquivo)
Trecho da BR-101 no Rio de Janeiro deverá se chamar Presidente Nilo Peçanha, em homenagem ao campista que foi presidente (Foto: Arquivo)
A Comissão de Viação e Transportes aprovou nesta quarta-feira o projeto de lei (PL) 2.937/15 que denomina todo o trecho da BR-101, localizado no Estado Rio de Janeiro, de Presidente Nilo Peçanha. O PL 2.937/15 foi apresentado pelo deputado Paulo Feijó (PR). Peçanha foi presidente da República nos anos de 1909 e 1910.
Nascido em Campos dos Goytacazes em 2 de outubro de 1867, Nilo Procópio Peçanha estudou direito nas Faculdades de São Paulo e Pernambuco, participou de movimentos abolicionistas e republicanos e, em 1890, foi eleito deputado constituinte. Em 1.903, Peçanha foi eleito presidente do Estado do Rio de Janeiro.
A deputada Clarissa Garotinho destacou que
Campos "produziu grandes quadros políticos" (Facebook)
Já em 1906 foi eleito vice-presidente da República. “Campos produziu quadros políticos progressistas para o Rio de Janeiro e para o Brasil. Elegeu outros dois governadores, Garotinho e Rosinha. A homenagem a Nilo Peçanha é mais do que justa, tendo em vista tudo o que realizou em seu curto período a frente da Presidência da República e em toda sua vida política”, afirmou Clarissa Garotinho (PR), autora do relatório favorável a proposição.
Nilo Peçanha assumiu a Presidência depois da morte do presidente Afonso Penna. No período, enfrentou disputas políticas entre São Paulo e Minas Gerais, restaurou o Ministério da Agricultura, Indústria e Comércio e criou o Serviço de Proteção ao Índio, dirigido por Cândido Rondon.
Em 1.924, Peçanha morreu aos 56 anos de idade, depois de ter sido derrotado nas eleições presidenciais de 1.921. O projeto de lei (PL) 2.937/15 segue para as Comissões e Cultura e de Constituição e Justiça.
Fonte: Jornal O Diário

quarta-feira, 25 de novembro de 2015

Entidades ‘encabeçam’ movimento pelo 56º BI


O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos (Acic), Amaro Ribeiro Gomes, pretende encabeçar um movimento pela permanência do 56º Batalhão de Infantaria (BI) —, Batalhão Capitão Manoel Theodoro —, no município. Segundo ele, o fechamento da instituição já teria sido dado como certo. “Pretendo convocar todas as entidades de classe e a imprensa para engajar nessa luta”, disse ele, lembrando que, anteriormente, quando também se cogitou o fechamento do quartel, os integrantes do movimento foram pessoalmente ao Ministério da Defesa, antigo Ministério da Guerra, pedir que a decisão fosse revista.
O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas  de Campos (CDL), Norival Manhães, afirmou que a Acic poderá contar com o apoio da CDL nessa luta. Ele disse que, durante reunião extraordinária da CDL, ocorrida na última segunda-feira (23), uma das pautas discutidas foi o possível fechamento do quartel. “Fiz inclusive um chamamento a respeito do abaixo-assinado que está circulando no Calçadão. É importante que todos assinem”, disse Norival.
Corte – O motivo para o fechamento do 56º BI seria a contenção de despesas feita pelo Governo Federal para reverter os efeitos da crise, e poderá ocorrer após as Olimpíadas de 2016, que será realizada no Rio de Janeiro, o que obrigaria os jovens de Campos a se alistarem na capital ou em Vitória, no Espírito Santo. De acordo com a assessoria do 56º BI, o Exército “despeja” em Campos, mais de R$ 75 milhões mensais, entre salários de ativos e pensionistas, e outros valores gastos com a saúde de seus dependentes. O comandante do 56º BI, tenente coronel Cleiton Souza Cruz, está preparando a defesa de permanência da unidade em Campos, a ser entregue para a 9ª Brigada de Infantaria Motorizada, no Rio de Janeiro, na próxima sexta-feira (27), para análise.

Fonte: Jornal O Diário – edição AscomACIC

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

Exército mostra perspectivas para empresários



O Comandante do 56º Batalhão de Infantaria, Tenente-Coronel Cruz, ministrou palestra para empresários campistas na noite de ontem, no Auditório da Associação Comercial e Industrial de Campos. Ele mostrou perspectivas e alternativas para que o comércio se desenvolva.
Segundo o comandante, “a maior demanda do 56º BI está na área de serviços e material de construção, mas há outros setores que podem participar dos pregões eletrônicos efetuados pelo Exército Brasileiro”. Ele salientou que nos pregões eletrônicos outros órgãos federais podem participar e adquirir produtos de fornecedores campistas.
Ainda na palestra ele alertou para o compromisso que os empresários campistas precisam ter na hora de efetuar contratos de licitações com o Exército Brasileiro e outros órgãos federais através do SICAF e do Comprasnet, uma vez que, a empresa ficar alijada de vendas futuras caso apresente problemas de entrega de produtos ou serviços.
Informou ainda que o Exército Brasileiro investe cerca de R$ 75 milhões anuais em Campos dos Goytacazes através do pagamento de ativos e pensionistas. Na saúde, o investimento é da ordem de R$ 12 milhões anuais para atendimento de todos os seus dependentes.
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, Amaro Ribeiro Gomes, salientou que a palestra foi elucidativa uma vez que abre oportunidades para que os empresários possam participar de licitações de nível federal.
- A palestra foi importante porque mostra ao empresário que há novos horizontes para serem trilhados e fazer com que possamos enfrentar esta situação de crise econômica. Afinal vivemos um momento de dificuldade econômica, e toda ajuda é bem vinda para alavancar as vendas no comércio varejista, na indústria e no setor de serviços, afirmou Gomes.
Além do empresário e presidente da Acic, Amaro Ribeiro Gomes foram registradas as presenças dos conselheiros Leonardo Castro de Abreu e Rodolpho Carlos Jordão; bem como do diretor de Comunicação, Ivanildo Cordeiro; de Agricultura, Ricardo Cabral e do diretor de Finanças, Gerson Gomes. Os empresários do setor hoteleiro, Ronaldo Peixoto da Silva e o empresário do setor farmacêutico que ocupa o cargo de secretário de Desenvolvimento Econômico, Orlando Portugal, respectivamente, também acompanharam a palestra do comandante do 56º BI.


sexta-feira, 23 de outubro de 2015

ACIC recebe visita do Deputado Estadual Geraldo Pudim


O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos - ACIC, Amaro Ribeiro Gomes recebeu na manhã de hoje a visita do Deputado Estadual Geraldo Siqueira Pudim. A pauta da reunião versou sobre o seminário que o Deputado e a Fundação Ulysses Guimarães – Rio de Janeiro farão realizar no próximo mês em Campos dos Goytacazes.
Na visita, o deputado Geraldo Siqueira, esboçou a ideia central do seminário e a importância da participação da sociedade civil organizada na elaboração de conteúdos sobre política, economia e cidadania através de desenvolvimento e implementação de diferentes canais de discussão de políticas sociais.
O Projeto consiste em elaborar um planejamento estratégico para o município de Campos dos Goytacazes, observando a imperiosa necessidade da integração da Região Norte Fluminense apresentando ideias inovadoras de diversos segmentos visando a elaboração do desenvolvimento sustentável para o município nos próximos 20 anos.
Também participaram da reunião os diretores de Comunicação e Financeiro, Ivanildo Cordeiro e Gerson Gomes, respectivamente, e o Gerente da Acic, Ricardo Vasconcelos.

ASCOM ACIC
Data: 23/10/2015
Foto: Divulgação

quinta-feira, 15 de outubro de 2015

Em tempos de crise econômica, 56º Batalhão de Infantaria proporciona algumas alternativas para o comércio campista



No momento em que o comércio sofre a queda de suas vendas no varejo, a Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic promove no próximo dia 27 de outubro, às 19 horas no Edifício Ninho das Águias, uma palestra com o Comandante do 56º Batalhão de Infantaria – Batalhão Capitão Manoel Theodoro, Tenente-Coronel Cleiton Sousa Cruz que versará sobre oportunidades para que os comerciantes participem de licitações efetuadas pelo Ministério do Exército.
A palestra tem o objetivo de capacitar empresários, comerciantes, industriais e prestadores de serviços a se cadastrar no site de compras do Ministério do Exército e participar de licitações e contratos para fornecimento de diversos produtos para uso do Exército e de outros órgãos federais.
Preocupado com a situação vivida pelo comércio que vem perdendo receita, o presidente da Acic, Amaro Ribeiro Gomes, relata que esta é uma ótima oportunidade para que o comércio consiga vencer a crise.
- O Exército brasileiro está proporcionando uma ótima oportunidade para que os empresários de Campos possam participar de licitações cujo valor pode superar a receita de um mês, frisa Gomes.
O comandante do 56º BI informou que a chance é única, uma vez que o empresário terá condições de vender seus produtos até mesmo para outros órgãos federais.
“Se o comerciante tiver preço e vencer a concorrência ele terá aumento da receita, pois estará vendendo para outros órgãos federais que entram na carona da licitação e estão localizados em outras unidades da federação”, informou a assessoria.
Para participar da palestra basta fazer sua inscrição através do link:

ASCOM ACIC
Data: 15/10/2015

Foto: Ascom-Acic

terça-feira, 13 de outubro de 2015

A escalada de impostos e desemprego no Brasil



O segundo trimestre deste ano (2015) foi marcado pela crescente alta de impostos, recessão econômica e desemprego no país. Todos esses dados faziam parte da política econômica do governo federal com o intuito de conter o consumo.
Ao trabalhar no jornal Folha da Manhã na editoria de economia pude acompanhar ciclicamente a alta de impostos, preços ao consumidor e perda de vagas de emprego nas indústrias brasileiras. Posteriormente à minha saída do jornal – por conta da crise econômica -, conquistei uma vaga de Assessor de Comunicação na Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic.
Em uma conversa informal com o presidente Amaro Ribeiro Gomes, sobre o assunto da crise econômica, ele revelou uma história vivida por ele na sua juventude e relacionada à administração de suas terras.
De acordo com o pai dele, “para enfrentar a crise da cana, basta plantar mais cana”, ou seja, “para enfrentar a crise, mais trabalho”. No caso de Amaro, a justificativa do pai era lógica. Na crise da safra de cana de açúcar, muitos usineiros deixariam de plantar e ele, que tinha boa produção, conseguiria vender muito mais. Fato concreto e realizado.
Ao ter contato com exemplares antigos do jornal Folha do Comercio vislumbrei em um exemplar publicado em 17 de junho de 1951 que o Deputado Estadual Helvio Bacelar, fazia críticas ao governo municipal por ter este, aumentado o valor dos impostos municipais.
Apesar das esferas governamentais serem completamente diferentes, federal e municipal, parto do princípio de que muitas vezes os gestores públicos vislumbram mundos diferentes entre o público e o privado e não percebem que ambos vivem sob o mesmo planeta e o mesmo espaço territorial, e que tanto um como outro convivem e possuem dependências entre um e outro.

A matéria publicada no jornal Folha do Comércio em 1951, é agora reproduzida na íntegra com o intuito de mostrar que as crises econômicas e os projetos de aumento de impostos sempre foi um dilema para a população economicamente ativa, no qual insiro os comerciantes e empresários campistas. 



JORNAL FOLHA DO COMMERCIO 17 JUN 1951

“GOVERNAR NÃO É AUMENTAR IMPÓSTOS”
Palpitante entrevista do deputado Helvio Bacelar à “Folha do Povo” sobre o novo Código Tributário – Para s. s. o P. T. B. não póde apoiar a majoração de tributos proposta pelo executivo municipal

O deputado Helvio Bacelar, do PTB, concedeu ontem a seguinte entrevista aos nossos colegas de “Folha do Povo”, que, data vênia, transcrevemos:
“A propósito do ante-projeto do novo Código Tributário elaborado pela Prefeitura (cujo debate a Associação Comercial inicia hoje) ouvimos o deputado Helvio Bacelar, do PTB, ex-vereador e ex-chefe da contabilidade municipal. Por esses títulos e mais a afinidade política com o prefeito, autor do ante-projeto, sua opinião apresenta-se particularmente interessante. Disse-nos ele, inicialmente:
- Deparei, pela leitura dos jornais, com comentários sobre a elevação de tributos – impostos e taxas -, com os quais não estou absolutamente de acordo, isto de conformidade com o compromisso assumido com o povo, em praça publica, quando da ultima campanha eleitoral onde não só eu como todos os companheiros do PTB combatemos ardorosamente os constantes aumentos de impostos que vinha fazendo o ex-governador do Município.
- E v. ex. acha – inquirimos – que o projeto enviado á Camara pelo Prefeito, modificando as leis tributárias do Município, constitue aumento de impostos?
- Segundo “Folha do Comércio”, órgão da Associação Comercial de Campos, o aumento previsto na reforma da Lei Tributária se eleva a 20 milhões de cruzeiros para 60 milhões. Tratando-se de um jornal que é autoridade no assunto e tomando por base os seus idôneos conceitos, devo declarar que, apesar de correligionário do atual Prefeito do Município, não estou, de maneira nenhuma, de acordo com mais aumentos, não só pelas razões acima expendidas, como também pelo fato sobejamente provado de que quando se aumenta impostos, o comerciante adiciona este aumento ao preço da mercadoria destinada ao consumidor, sendo de se concluir, logicamente, que quem paga este aumento, ou qualquer espécie de impostos, é o próprio povo a que nos propusemos defender.
Insistimos em perguntar como acha que deve o governo fazer para angariar meios com que atenda as necessidades populares como obras, educação, saúde, etc. S. ex. respondeu-nos:
- Entendo que governar não é aumentar impostos como se pretende fazer, mas sim fomentar a produção com o que se conseguirá o aumento vegetativo da arrecadação, como acontecerá com o nosso principal  produto que é o açúcar, na próxima safra, pois o atual presidente da República autorizou a sua elevação de dois milhões e quinhentos mil sacas para três milhões e duzentas mil sacas, o que equivale dizer que a Municipalidade terá um aumento na arrecadação da taxa que incide sobre esse produto, de Cr$ 840.000,00 à base da taxa atual de Cr$ 1,20 por saca. Outro fator importante na arrecadação é a fiscalização. Pois verifica-se que com a deficiência da fiscalização há muita evasão de rendas sendo assunto que os governos devem olhar a sério.
Encerrando a sua palestra com a nossa reportagem, assim falou aquele representante campista:
- De minha parte desejo acentuar, mais uma vez que, na Assembléia Fluminense onde exerço o mando que me conferiu o povo, jamais votarei favoravelmente a aumento de tributos, coerente com os compromissos assumidos perante o povo de tanto aumento de impostos.

*Republicado com alguns ajustes gramaticais.

Engenheiros e arquitetos irão se reunir para debater projetos de arquitetura e mobilidade urbana



Com o objetivo de debater questões relacionadas ao sítio urbano de Campos e a tendência de crescimento do município para os próximos 30 anos, será realizado entre os dias 12 e 14 de novembro, o ForTT2015 – Fórum de Tendências e Tecnologias em Arquitetura, Urbanismo e Engenharia, uma iniciativa da OFQUALI – Oficina de Qualificação Profissional para Arquitetura, Urbanismo e Engenharias e da ANFEA – Associação Norte Fluminense de Engenheiros e Arquitetos.
O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, Amaro Ribeiro Gomes recebeu na manhã de hoje o arquiteto Claudio Valadares que apresentou o projeto do ForTT2015 para esse ano.
O objetivo do Fórum é reunir cerca de 250 profissionais, empresários, estudantes e gestores públicos para debaterem o “Espaço Pensar a Cidade”, com ênfase na mobilidade urbana em Campos dos Goytacazes, assim como, conhecer as novas tendências e tecnologias em atividades multidisciplinares realizadas através de conferências e palestras, relacionadas à Arquitetura, Urbanismo e Engenharias.

O evento visa também contar com os apoios, acadêmico e institucional das organizações mais representativas dos setores envolvidos, tendo a participação de conferencistas, palestrantes e empresas afins, num total de 15 atividades técnicas, conferindo abrangência regional. Será uma oportunidade especial para poder transformar e qualificar Campos, promovendo benefícios para toda a comunidade local, bem como, acadêmica, profissional, empresarial e sociedade civil. 

quarta-feira, 7 de outubro de 2015

Índices de violência diminuem em Campos


Como ocorre em toda primeira quarta-feira do mês, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos, Amaro Ribeiro Gomes presidiu mais uma sessão do Conselho Municipal de Segurança, no 8º Batalhão de Polícia Militar.
O encontro realizado nas dependências daquela instituição militar do Estado contou com a presença de diversos representantes de moradores de alguns bairros e distritos de Campos, que relataram problemas oriundos da violência como tráfico de drogas e perturbação da ordem pública. Esses representantes solicitaram maior rigor da PM e rondas para evitar que novos problemas venham a ocorrer e tirem o sossego dos campistas.
O Tenente-Coronel Freimann relatou que no último trimestre os índices de criminalidade na cidade diminuíram. O percentual de homicídios, roubos de rua e veículos apresentaram queda, mas a queixa é que em alguns casos como os de roubo e furtos, a falta de registros efetuados pelas vítimas na Polícia Civil inviabiliza ações da PM no combate à marginalidade.
Além dos problemas comunicados pelos representantes outros assuntos foram abordados e sugeridos como por exemplo a educação de jovens ao trafegarem com suas bicicletas pelas ruas da cidade para evitar acidentes e atropelamentos de pedestres.
Para o presidente da ACIC, esse encontro pois aproxima a comunidade da PM.

- Essa reunião é importante, pois aproxima as comunidades da PM e faz com que a mesma tenha condições de fazer abordagens e combater a criminalidade, como ocorreu em Rio Preto. Na última reunião, um morador de lá, fez uma denúncia e no mesmo dia, a PM conseguiu prender o autor de diversos roubos e furtos na localidade, afirmou Gomes.

Comandante do 56º BI ministra palestra para empresários de Campos



No próximo dia 14 de outubro, às 14 horas, o Comandante do 56º Batalhão de Infantaria – Batalhão Capitão Manoel Theodoro, Tenente-Coronel Cleiton Souza Cruz, irá ministrar palestra para os empresários de Campos, no auditório da Associação Comercial e Industrial de Campos – ACIC, às 14 horas.
O objetivo da palestra é apresentar aos empresários e comerciantes campistas as vantagens da presença do Batalhão na cidade e os valores que circulam mensalmente na região tanto do pagamento de pessoal ativo e inativo como na contratação de serviços e compra de material de construção, gêneros alimentícios, material de escritório, e de limpeza, etc., através de empenho.
Anualmente o 56º BI lança diversas licitações para adquirir produtos, bens e serviços no comércio, mas para isso, é necessário  que as empresas estejam em dia com toda a documentação, e possam cumprir os prazos de entrega, quando estas sagrarem-se vencedoras dos pregões.
De acordo com a Seção de Comunicação daquele órgão, se não houver fornecedores capacitados na região, o Batalhão será obrigado a comprar estes materiais em cidades vizinhas e até de outros estados.
Ou seja, em um momento de queda de venda do comércio, o 56º Batalhão de Infantaria acena com uma possibilidade viável para empresas que possam ser fornecedoras deste órgão do governo federal. Maiores informações serão prestadas pelo Comandante e integrantes da Seção de Aquisição, Licitação e Contratos do Batalhão.

Para esta palestra, além da presença do Comandante do Batalhão e dos integrantes do SALC, está prevista a presença do Exmo. Sr. General-de-Brigada Jorge Antonio Smicelato e do Comandante do Grupamento de Unidades da Escola 9ª Brigada de Infantaria Motorizada, 

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Presidente da Acic recebe consultor



Na última sexta-feira (2), o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, Amaro Ribeiro Gomes, recebeu a visita do Consultor Guilhermino de Oliveira Filho da empresa Ecologus Engenharia Consultiva, sediada no Rio de Janeiro. O motivo da visita e entrevista foi a situação vivida pelo município no que tange ao crescente número de lojas comerciais que estão fechando suas portas na cidade.
De acordo com Gomes, tais ações são reflexos da crise econômica que assola o país e dos escândalos de desvio de recursos na Operação Lava Jato.
- O fechamento de lojas no centro de Campos é reflexo de uma série de fatores tais como a alta de impostos efetuada pelo governo federal, bem como da queda do preço do barril de petróleo e do repasse de royalties em Campos e região norte noroeste fluminense, destacou o presidente.

O consultor indagou ainda sobre o crescente número de fechamento de postos de trabalho na região, e qual seria o impacto de ações da empresa Prumo na região. 

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Acic defende comércio contra investidas de assaltantes


A quantidade de arrombamentos ocorridos na área central de Campos, nos últimos dias do mês de setembro ensejaram que a Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, enviasse ao Comandante do 8º Batalhão de Polícia Militar de Campos, Marcelo Freimman, ofício solicitando maior rigor e presença de viaturas policiais militares rondando o centro da cidade.
Somente nos últimos dias, diversos pontos comerciais localizados nas ruas 21 de Abril, Sete de Setembro, Andradas, João Pessoa, e Governador Teothonio Ferreira de Araújo foram arrombados. Nem mesmo um dos pontos mais tradicionais de Campos e tombado pelo Patrimônio Histórico de Campos, o Cha Cha Cha escapou da ação dos bandidos. Quanto mais uma loja tradicional de calçados localizada em frente ao famoso Cha Cha Cha, a loja de um sapateiro, e até um estacionamento localizado na Rua Sete de Setembro, escaparam das investidas dos meliantes.
Por conta dessas e de outras ações ocorridas desde maio desse ano, quando arrombaram a redação do Jornal Folha da Manhã, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos, Amaro Ribeiro Gomes que também ocupa o cargo de presidente do Conselho Comunitário de Segurança resolveu intervir em defesa de seus associados, lojistas e comerciantes de Campos, no intuito de fazer com que a Polícia Militar dê mais atenção e inicie um trabalho de vigilância acentuada no local.
- Como presidente da Acic e do Conselho Comunitário de Segurança, vejo-me na obrigação de comunicar e oficializar ao Comandante do 8º BPM que estas ações tem causado insegurança na sociedade. Cobrarei maior rigor e mais atenção para que não sejamos vítimas de outras ações que prejudiquem o comércio, afirmou Gomes.

Com 124 anos, a Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, é um canal expressivo nas lutas comunitárias. Lutas estas que não visam apenas aos interesses dos seus associados, mas também de toda a comunidade. 

segunda-feira, 28 de setembro de 2015

Agência britânica entrevista presidente da Acic



O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos, Amaro Ribeiro Gomes foi entrevistado na manhã de hoje pela jornalista Grace Fan, para a agência britânica Trusted Sources. Na pauta a situação econômica e política do Brasil e da região norte noroeste fluminense.
Fan e a agência britânica desejam entender melhor o dia-a-dia da indústria e do comércio varejista brasileiro e da região norte e noroeste fluminense neste momento delicado porque passa a economia brasileira e regional, quanto aos setores de petróleo e gás e também do comércio e da indústria. 
A Trusted Sources (www.trustedsources.co.uk) é uma agência internacional de análises, pesquisas e notícias sediadas em Londres com foco nos mercados emergentes, especificamente nos BRICs. Segundo a jornalista a maioria dos leitores da agência são de investidores internacionais, que incluem fundos de pensão, fundos de investimento, bancos e grandes empresas americanas, canadenses, europeias e asiáticas.
Por ser um empresário e líder classista, Gomes é realista e acredita que outros problemas virão.

- No ano que vem nós teremos saudades de 2015. Porque infelizmente, a tendência da situação econômica no país e na nossa região é de ser pior do que já está, afirmou Gomes.

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Em tempos de crise, Acic oferece cartão de vantagens e descontos



Os ajustes fiscais efetuados pelo governo federal têm criado uma série de transtornos para o empresariado brasileiro, desde o micro até as grandes empresas. Por conta disso, a Associação Comercial e Industrial de Campos – Acic, resolveu conceder um cartão de descontos para os seus associados.
Com o cartão do Clube do Associado, o portador terá descontos especiais em diversas lojas comerciais da cidade bem como em outros estabelecimentos que prestam serviços à sociedade. Dentre os convênios já firmados há duas instituições de ensino, uma de língua estrangeira, e outra de formação técnica; um laboratório de análises clínicas; dois planos de saúde; empresa de gestão empresarial e tributária; assessoria jurídica; e uma concessionária de veículos. Outros tipos de empresas e serviços estão sendo disponibilizados para oferecer aos associados e empresários de Campos, inúmeros serviços aos quais ele necessita no seu dia-a-dia.
A pessoa jurídica que deseja se associar à ACIC, deve apresentar cópias do Contrato Social, CNPJ, Inscrição Estadual e documentos dos sócios, como Identidade e CPF.
Pessoas físicas também podem associar-se à ACIC. Basta apresentar cópias dos documentos de identidade, CPF e comprovante de residência.
Já o empreendedor individual deve apresentar cópia da identidade, CPF, comprovante de residência, Requerimento de Empresário, cópia do CNPJ.
Toda inscrição de novos sócios requer o pagamento de uma taxa de adesão cujo valor varia com a especificidade. Pessoas físicas e jurídicas pagam R$ 70 (setenta reais), enquanto o Empreendedor individual paga apenas R$ 25 (vinte e cinco reais).

Maiores informações sobre a adesão de novos sócios da ACIC, e aquisição do Cartão do Clube do Associado, podem ser obtidas pelo telefone 2723-5174 ou pelos endereços eletrônicos ascom@acicampos.org.br ou blogacicampos.blogspot.com.br. 

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Manifesto de Repúdio!



A Associação Comercial e Industrial de Campos (ACIC) entidade com mais de 124 anos de existência e que defende os interesses da classe industrial, comercial e de serviços de nossa cidade, vem a público manifestar seu repúdio diante do pacote de medidas anunciado pelo Governo Federal com o intuito de realizar o ajuste fiscal.
Com o objetivo de frear a economia o governo federal adotou inúmeras medidas anti-econômicas que oneraram as despesas das milhares de empresas comerciais e industriais no país. Tais medidas recessivas impuseram a economia ações como a redução dos postos de trabalho e o fechamento de empresas.
Não obstante, vendo que tais medidas não deram certo, o governo federal vem agora à público, afirmar que pretende retornar com a CPMF. Ora, sabe-se que tal imposto além de onerar ainda mais os cofres das empresas, tal imposto certamente será desviado de seus objetivos como foi outrora no passado e no qual a saúde continua agonizando por falta de recursos.
A Associação Comercial e Industrial de Campos entende que a sociedade não deve e não pode pagar pelos erros cometidos por um governo impopular, que vem demonstrando que as medidas econômicas tão recessivas não surtiram o efeito desejado e só tem prejudicado à economia do país.
O pacote de medidas que o governo pretende implantar através de aprovação no Congresso Nacional é inoportuno, uma vez que a cobrança da CPMF na ordem de 0,2% é nociva à economia brasileira em todos os seus sentidos.
É pura demagogia afirmar que tal imposto será utilizado para o pagamento de aposentadorias, uma vez que até hoje o governo não fez a tão prometida e necessária reforma previdenciária.
O governo fala em cortes de R$ 26 bilhões nas despesas e em cortes de Ministérios, e por outro lado vemos bilhões de reais pagos com o nosso suor sendo escoado pelos ralos dos escândalos da Lava-Jato.
Como se já não bastasse tantos projetos mal elaborados o governo anuncia que irá utilizar os recursos do FGTS para financiar o programa habitacional Minha Casa Minha Vida. Entretanto, milhares de pessoas que em anos anteriores sofreram com as inundações já sacaram estes recursos para investirem em aquisição de mercadorias para o lar, e hoje talvez não tenham mais recursos para adquirir uma moradia popular.
Desejamos que o povo brasileiro abra os olhos e fique em estado de alerta porque todas essas medidas recessivas terão de ser votadas no Congresso Nacional.
Devemos dizer “NÃO” contra essas medidas impopulares que vem tirando o sono de inúmeros chefes de família, industriais e comerciantes que não conseguem quitar seus débitos e pagamentos de impostos, e talvez não possuam recursos para suprir as necessidades de suas famílias.
É diante de tantas medidas anti-econômicas e anti-sociais que vem  prejudicando o povo brasileiro que a Associação Comercial e Industrial de Campos, vem pedir à população brasileira e campista e aos congressistas que não votem e não aprovem tal projeto do governo federal.
Associação Comercial e Industrial de Campos
Amaro Ribeiro Gomes.


terça-feira, 15 de setembro de 2015

Excesso de tributos causa preocupação à ACIC


A excessiva carga tributária imposta pelo governo federal aos pequenos, grandes empresários e aos microempresários tem causado preocupação por parte da Associação Comercial e Industrial de Campos – ACIC. Tanto que na manhã desta terça-feira o presidente da Associação, Amaro Ribeiro Gomes celebrou convênio com a empresa Studio Assessoria e Consultoria em Gestão Empresarial através de seu Sócio-Diretor, Maurício Vicente Gonçalves Cabral, com o objetivo de oferecer aos seus associados a oportunidade de revisar os tributos pagos em excesso nos últimos cinco anos.
Pelo contrato a empresa Studio Assessoria e Consultoria em Gestão Empresarial irá revisar os tributos dos últimos cinco anos prescricionais, para apresentação de créditos econômicos ou financeiros que possam ser recuperados administrativamente, além de apresentar alternativas de redução do passivo fiscal ou carga tributária em benefício do associado com acompanhamento dos reflexos futuros nos próximos 60 (sessenta) meses.
Vale ressaltar que para ter os benefícios deste convênio é necessário que a empresa seja associada da ACIC e mantenha-se sócio por mais cinco anos, e esteja em dia com as mensalidades da Associação.
Para a contratação da assessoria o associado precisa apresentar a empresa Studio Assessoria e Consultoria documento que comprove sua condição de associado e prova de adimplência junto à associação. 
Para Gomes, este convênio representa um grande benefício para o empresário que muitas vezes se vê as voltas com a falta de caixa/numerário para pagar outros impostos.
- O importante é que o associado terá condições de recuperar tudo aquilo que foi pago indevidamente nos últimos cinco anos e sem nenhum custo. Mas as empresas que não forem associadas pagarão valores correspondentes entre 5 e 13%, explicou Gomes. 

Acic presente em lançamento do Festival Gastronômico


A Associação Comercial e Industrial de Campos – ACIC participou na noite de ontem do coquetel de lançamento do Festival Gastronômico de Campos dos Goytacazes, através do seu diretor de Comunicação, Ivanildo da Silva Cordeiro.
A primeira edição deste Festival será realizada esse ano, entre os dias 16 de outubro e 2 de novembro em restaurantes do bairro Pelinca e adjacências.
O objetivo do Festival Gastronômico é mostrar aos campistas a variedade de pratos e culinária para os consumidores ávidos em conhecer outras especialidades da culinária nacional e internacional.
O coquetel aconteceu no Auditório do Hotel Ramada & Suites, localizado na Rua Bruno de Azevedo, 60/70 – Parque Tamandaré e contou com a presença de empresários do setor de restaurantes e autoridades como o vereador Mauro Silva e o Secretário de Desenvolvimento Econômico, Orlando Portugal, organizador do evento.

Acic requer aplicação de lei da prioridade em postos do Detran




Preocupada com a falta de atenção das pessoas no que tange a Lei que prioriza atendimento a gestantes, idosos e portadores de necessidades especiais, a Associação Comercial e Industrial de Campos – ACIC através de seu presidente, Amaro Ribeiro Gomes protocolou junto ao gabinete do Deputado Estadual João Peixoto, ofício para que os fiscais do DETRAN façam uso da aplicabilidade da lei de prioridade.
De acordo com a Lei nº 10.048, de 8 de novembro de 2000, as gestantes, os idosos e os portadores de necessidades especiais possuem direito à prioridade uma vez que ambos possuem a saúde fragilizada e requerem maiores cuidados. Daí a necessidade de que os fiscais do DETRAN atendam de forma prioritária tais pessoas por ocasião da vistoria de seus veículos automotores conforme o que preceitua o Art. 2º da citada Lei.
“Art. 2o As repartições públicas e empresas concessionárias de serviços públicos estão obrigadas a dispensar atendimento prioritário, por meio de serviços individualizados que assegurem tratamento diferenciado e atendimento imediato às pessoas a que se refere o art. 1º”.

A Associação Comercial e Industrial de Campos – ACIC é um canal expressivo de lutas comunitárias ao longo destes 124 anos. Lutas estas não somente visando os interesses dos seus associados, mas também da comunidade campista em geral.  

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Campanha “Compre do Pequeno” teve início na Acic



A menos de um mês das comemorações do dia do Microempreendedor, o Auditório da Associação Comercial e Industrial recebeu bom público para assistir a palestra “Atender bem gera mais vendas” ministrado por Ricardo Gandra.


De forma bem humorada, o palestrante mostrou aspectos do cotidiano de quem vive de vendas, seja na qualidade de atendimento, como em aspectos como: motivação, marketing pessoal, oratória, endomarketing, marketing imobiliário, liderança e empreendedorismo e outros temas que atraíram dezenas de microempreendedores ávidos em obter conhecimento e conseguir driblar a crise financeira com criatividade.

O presidente da ACIC, Amaro Ribeiro Gomes, juntamente com os diretores de comunicação e financeiro, Ivanildo Cordeiro e Gerson Gomes, além do presidente do Conselho Deliberativo desta instituição, Fernando Luiz Cavalcanti Loureiro, assistiram a abertura da campanha feita pelo Coordenador Regional do Sebrae, Gilberto Soares e pelo palestrante Ricardo Gandra. O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Orlando Portugal também esteve presente à abertura da campanha.
A programação da campanha prossegue nos próximos dias 10, 11 e 12 quando haverá visitas ao comércio para Cadastro no Movimento Compre do Pequeno.
No dia 16, das 19 às 21h haverá outra palestra com o tema “Falando de empreendedorismo na linguagem do empreendedor”. Finalmente entre os dias 21 e 25 de setembro, das 19h às 22h, haverá Curso de Atendimento ao Cliente.

A Campanha Compre do Pequeno, é uma realização do Sebrae e conta com o apoio da ACIC, CDL e Prefeitura de Campos. 

Acic recebe palestrante Ricardo Gandra



O presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos, Amaro Ribeiro Gomes, recebeu na noite de ontem visita do palestrante Ricardo Gandra e do Coordenador Regional do Sebrae, Gilberto Soares. O motivo da visita era o lançamento da Campanha Compre do Pequeno que teve início na noite de ontem, no Auditório da ACIC e cuja programação prossegue no decorrer deste mês de setembro com visitas ao comércio na área central da cidade, além de cursos e palestras.
Em conversa informal, Gomes, Gandra e Soares, debateram assuntos relacionados a campanha que ora inicia, bem como aspectos característicos dos microempreendedores de Campos dos Goytacazes, São João da Barra e São Francisco do Itabapoana.

A reunião contou ainda com a presença dos diretores de comunicação e financeiro da ACIC, Ivanildo Cordeiro e Gerson Gomes, respectivamente, além do presidente do Conselho Deliberativo, Fernando Luiz Cavalcanti Loureiro e, do Gerente da ACIC, Ricardo Vasconcelos.

quinta-feira, 3 de setembro de 2015

Acic recebe visita do Superintendente do Banco do Brasil em Campos

Da esquerda para a direita: o Gerente de Negócios, Leonardo Farias Cabral, o Superintendente do Banco do Brasil, Paulo Cesar Colombo e o presidente da ACIC, Amaro Ribeiro Gomes. 

Na manhã de hoje, o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campos, Amaro Ribeiro Gomes, recebeu a visita do Superintendente Regional do Banco do Brasil, Paulo Cesar Colombo e do Gerente de Negócios, Leonardo Farias Cabral.
O presidente da ACIC fez um relato dos aspectos econômicos da cidade no que tange o comércio, a indústria e a pecuária que vive o dilema da seca. Os aspectos hidrográficos com o registro do baixo nível das águas do Rio Paraíba, também estiveram em pauta assim como as características do empresário campista de lidar com investimentos nos três setores da economia do município.
Já o Superintendente do Banco do Brasil apresentou as linhas de crédito que o Banco do Brasil possui e que podem facilitar a vida do empresário seja em capital de giro ou financiamento para compra de máquinas e equipamentos.

Segundo Colombo “o Banco do Brasil está de portas abertas para o empresário campista, com linhas de financiamento facilitadas para diversos produtos da economia”. 

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Acic entra na Campanha 10 Medidas contra a corrupção



Diante do envolvimento de políticos com diversos esquemas de corrupção como a Operação Lava Jato, a Associação Comercial e Industrial de Campos, através do seu presidente, Amaro Ribeiro Gomes, adere a campanha nacional que o Ministério Público Federal desencadeou em todo o país denominado “10 Medidas contra a corrupção”.
O Ministério Público Federal entende que o descortinamento da corrupção de forma jamais vista é uma oportunidade histórica para que mudanças possam ser promovidas diante da sociedade. Desta forma o MPF está conclamando as entidades representativas de classe e a sociedade para que se unam com o objetivo de acelerar reformas necessárias que modifiquem o sistema jurídico e político, fechando brechas que permitam a corrupção e pelas quais os corruptos não alcancem a impunidade.
O Procurador da República em Campos dos Goytacazes, Stanley Valeriano da Silva comentou que estes assuntos são de interesse da sociedade na medida em que eles dizem respeito ao desvio de verbas públicas que deveriam ser aplicadas nas áreas básicas como saúde e educação.
- Estes não são assuntos que pertencem a um político, isso não é só de interesse do Ministério Público, mas isso é de interesse de toda a sociedade. Isso afeta o nosso dia-a-dia como um todo – declara o procurador.
Silva relata que o Ministério Público Federal busca com essa campanha fechar brechas no sistema para que ele seja mais sólido.
- O objetivo é fechar brechas e ter segurança para trabalhar, de uma forma que as pessoas não sejam tentadas a corrupção – disse o procurador.
O presidente da ACIC, Amaro Ribeiro Gomes, salienta que o país vive uma crise de identidade, uma vez que a corrupção traz sérios prejuízos à sociedade.
- A ACIC abraça a causa, uma vez que os desvios de recursos públicos poderiam ser aplicados em áreas básicas como saúde, educação e transportes. Não podemos continuar a viver com essa sensação de impunidade que os corruptos impõem a sociedade. Por isso a Acic abraça a causa do Ministério Público Federal e conclamamos as pessoas de bem que assinem o manifesto – concluiu Gomes. 
A campanha tem como objetivo coletar assinaturas para propor ao Poder Legislativo para aprimorar a prevenção e o combate à corrupção e à impunidade. As assinaturas podem ser feitas na Loja 05, da Associação Comercial e Industrial de Campos, no térreo do Edifício Ninho das Águias ou no 16º andar do mesmo edifício, na sede da ACIC.